PRETO - Canto Negro

PRETO

PRETO

 

Preto!

Preta é tua pele!

Tua arte é preta também!

Em solo cosmopolita, derrama a negra arte que em tua alma habita.

Soteropolitano de sangue africano, tua alma se agita,

enquanto outros claros olhos, de soslaio te fitam.

Fitam querendo te calar…

…nordestino retirante…

Saiu de mãos e vazias, mente cheia.

Adeus Itapuã, adeus Pelourinho;

Adeus tabuleiro, adeus Cravinho;

Chegou…

Chegou, preto.

Chegou ébano.

Chegou de peito aberto e corpo fechado.

Um preto na metrópole cinza, pura negritude.

Preta é tu pele!

Tua arte é preta também!

Preto, sois Petros!

Petros, preto sois.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: conteúdo protegido!