LETRA PRETA

LETRA PRETA

Como se fosse suave manto,

Letra preta cobre o papel branco,

Uma a uma, vão se juntando.

Sílaba por silaba, palavra por palavra,

Assim a história vai se contando.

Uma história que teve início a mais de quatro séculos no coração das nações africanas.

Uma história escrita com muito suor, lágrimas e sangue.

Sangue que ainda hoje inunda mãos brancas e lágrimas que lavam negras faces.

Letras pretas que escrevem no papel branco a luta desigual em busca de direitos, de respeito de igualdade e dignidade.

Letras pretas que em papel branco, registram os ricos versos que nascem nas mentes iluminadas de nobres poetas, anunciando que novos tempos hão de chegar.

Letras pretas que no papel branco escreverem melodias que acalantam nossas almas, nos permitindo repousar nosso corpo cansado pelo duro labor em prol da sobrevivência.

Letra Preta, um espetáculo onde poesia e melodia se fizeram canção mostrando que o povo preto está presente, ocupando seu espaço, marcando presença e construindo um processo transformador continua e revigorado a cada novo amanhecer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: conteúdo protegido!