HÁ LUZ EM SEU NOME

HÁ LUZ EM SEU NOME

Desde muito jovem, Luz Oliveira se sente atraída pelo mundo da arte. Filha de artistas, cresceu sob influência da magia e encanto do mundo da arte. Adorava brincar de interpretar cantoras e atrizes. Passava longo tempo em um palco imaginário, de onde fazia as mais variadas e encantadoras viagens.

Do pai herdou o gosto pela música, dança e interpretação, da mãe recebeu o apoio incondicional, para seguir os sonhos de se tornar artista.

Nascida no seio de uma família preta tipicamente paulistana, Luzia tem no convívio doméstico diversas influencias que aos poucos burilaram seu prematuro talento para o canto e artes cênicas. Luzia adorava reproduzir o trabalho de seus ídolos, criando imitações com elevado graus de fidelidade.  Elis Regina era sua a performance preferida e também a mais “apreciada” dentre os familiares.

O pai, Don Bentinho, um renomado discotecário que desde os anos 70 comanda bailes black em São Paulo, exerceu grande influência   na futura carreira artística da filha. A mãe, Dª. Altamira Oliveira foi a grande motivadora para que Luzia seguisse seu caminho nas artes, tendo sido a fiel escudeira no longo processo de aprendizagem e mais tarde nos aplausos emocionados nas plateias, de onde viu a filha brilhar em diversos espetáculos.

Marcada por uma personalidade forte, suas escolhas sempre foram carregadas por inabalável determinação. Com apenas quinze anos a jovem Luzia acalentava outro grande desejo, queria ser mãe. A forma madura com a qual manifestou seu desejo foi crucial para conseguir a aprovação da família e assim aos dezesseis anos Luzia deu à luz ao seu primogênito ao qual deu o nome de Erick Caetano. O destino lhe reservava ainda outros dois filhos.

Nesta ocasião Luz Oliveira, começava a dar seus primeiros passos rumo na vida profissional. Impulsionada pelo forte desejo de se tornar atriz, Luzia sente a necessidade de se aprofundar nos estudos e na prática teatral. Inicia então um longo e intenso período de estudos na busca de capacitação para poder galgar os tão sonhados palcos. Neste período a presença de Dª. Altamira foi fundamental para que Luzia pudesse se dividir entre uma mãe dedicada e uma estudante aplicada.

Porém com o passar do tempo Luzia se vê na necessidade de engessar no mundo corporativo para cooperar na educação dos três filhos, Erick, Allan e Ravi além da manutenção dos estudos.

Não tardou para que o desgaste físico e emocional de uma vida tão intensa consumissem suas energias. Mais uma vez Luzia conta com a ajuda materna para que abandonasse o recém iniciado trabalho no mundo corporativo, passando a se dedicar intensamente ao estudo da arte.

No ano de 2016, seus caminhos cruzam, com os de Almir Rosa com quem passa a compartilhar uma agradável relação de afeto e trabalho. A intensa afinidade que brota desta nova relação, passa a se materializar em inúmeros projetos que o jovem casal passa a produzir, dirigir e encenar. Está formado o embrião que em breve seria a Casa Preta.

Casa Preta, foi um espaço de artes integradas, onde Luzia e Almir costuraram relações e produções autorais nas quais lançavam toda energia e paixão que alimentavam pela arte. Inicialmente o resultado desses trabalhos eram apresentados na residência do casal, em um bairro da Zona Norte, para um seleto grupo de espectadores. Em pouco tempo o pequeno apartamento já não comportava os espectadores que se acotovelavam para apreciar as apresentações da dupla.  E assim a Casa Preta se mudou para um espaço maior no bairro da Penha na Zona Leste de Sampa.

Atualmente a carreira de Luzia está em plena escalada, movida por inquietações (traço fundamenta dos artistas) Luzia continua seus processos de aprendizagens, e aprimoramento de sua performance nos palcos, se reinventando a cada novo dia, sem deixar que nada, nem ninguém interrompa o destino que ela mesma escolheu para si.

Assim Luzia segue seu caminho sob a Luz que emana de seu nome.

Abaixo algumas fotos da mulher Luzia e de alguns de seus personagens.

Osmar Moura

dezembro de 2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: conteúdo protegido!